Dicas de Estudo

5 dicas de como montar um plano de estudos para passar em Medicina

Postado em 30 de janeiro de 2023 - Atualizado em 30 de junho de 2023

Metas realistas e um sistema estruturado de absorção e revisão do seu plano de estudos para passar em Medicina são os segredos para o sucesso. 

Analise todos os tópicos cobrados nas provas, priorize os assuntos em ordem de importância e garanta que o seu tempo seja suficiente para estudar cada tópico em profundidade.

Construir uma base sólida de compreensão por meio de revisão e prática contínuas é crucial para o sucesso nas provas e para ser aprovado em Medicina. A seguir, saiba mais sobre essa forma de organização.

1. Estabelecer os horários no seu plano de estudo para passar em Medicina

O gerenciamento do tempo é uma habilidade importante, que nos permite assumir o controle das nossas vidas e aumentar a produtividade. Isso envolve o desenvolvimento de disciplina e organização para garantir que as tarefas sejam concluídas em tempo hábil

Um dos principais componentes do gerenciamento do tempo é desenvolver uma estrutura clara de prioridades. Isso envolve entender quais tarefas são mais importantes, organizá-las e agendá-las para cumprir os prazos, além de monitorar o progresso regularmente. 

O desenvolvimento da disciplina também envolve a criação de um sistema de freios e contrapesos que pode lhe ajudar a permanecer no caminho certo. Isso pode incluir o estabelecimento de uma meta diária, a definição de prazos e a divisão de tarefas maiores em objetivos menores e mais gerenciáveis.

Para ter sucesso na gestão do tempo, é importante encontrar estratégias de produtividade individualizadas, ou seja, elaborar planos de ação baseados na forma como você funciona em vez de adotar apenas técnicas mais genéricas. Para isso, siga passos listados abaixo.

Identifique seus “desperdiçadores” de tempo

Descubra quais são as atividades que estão afetando adversamente a sua produtividade e minimize-as.

Priorize as tarefas

Considere a importância de cada tarefa e decida a ordem em que elas devem ser concluídas. Para isso, considere as matérias mais importantes para a sua prova. Com base nessa ordem, comece pelas que são mais importantes, mas que são mais difíceis para você.

Crie um plano

Ao criar metas, divida-as em tarefas gerenciáveis e programe-as ao longo do seu dia. Identifique os horários em que você é mais produtivo e distribua as matérias prioritárias dentro deles. 

Faça pausas

Não se esqueça de fazer pausas regularmente, para reduzir o estresse e a fadiga.

Estabeleça prazos

Estabeleça prazos rígidos para si mesmo e cumpra-os, mas entenda que imprevistos acontecem e que você precisará ser flexível quanto a isso.

Use recompensas

Use incentivos para se manter motivado diariamente.

Revise seus hábitos

Reflita sobre os sucessos e aprendizados do dia e aplique-os nas suas tarefas futuras.

2. Listar suas prioridades objetivamente

É muito importante saber priorizar os seus estudos com base no que mais cai e no que é importante para a sua prova. Por exemplo: no vestibular da Faculdade de Ciências Médicas, a divisão da pontuação é a seguinte:

  • Linguagens, Códigos e suas tecnologias é um item com 20 questões, contribuindo com 100 pontos (cerca de 29% da pontuação total);
  • a Redação vale 50 pontos (14%);
  • Ciências da Natureza é uma prova com 35 questões, representando 175 pontos do total (50%);
  • Matemática e suas tecnologias tem 5 questões, adicionando mais 25 pontos (7%).

Nesse caso, as Ciências da Natureza devem ser vistas como prioridade. Você deve dedicar, pelo menos, 50% do seu tempo de estudo a ela.

3. Programar revisões

Aproveitando a ciência da memória, a repetição espaçada pode ajudá-lo a garantir que o conhecimento seja incorporado à sua memória de longo prazo.

A ideia básica por trás da repetição espaçada é espaçar a revisão do mesmo material em intervalos crescentes. Dessa forma, você não precisa reaprender o mesmo conceito várias vezes. Em vez disso, fica mais fácil lembrar determinados assuntos em função da atualização periódica das informações.

Em primeiro lugar, faça uma lista de tópicos que você gostaria de revisar ou os conceitos que precisam ser atualizados. Depois que a lista for criada, distribua a tarefa de acordo com intervalos programados. 

Usando uma regra 5-3-2 para os tópicos, inicialmente, cada tópico deve ser revisado a cada 5 dias. Então, após algumas revisões bem-sucedidas, o assunto deve ser revisado a cada 3 dias. Finalmente, se você tiver fixado bem o conceito, o intervalo de revisão será reduzido para 2 dias.

É importante lembrar que os intervalos precisam ser personalizados para atender às necessidades individuais. É essencial acompanhar o quão bem cada tópico é lembrado e ajustar os intervalos.

Outro fator importante da repetição espaçada é a regularidade. Mesmo que as sessões de revisão sejam espaçadas, elas devem acontecer em intervalos fixos. Configurar um lembrete regular pode ser útil para acompanhar as revisões.

4. Definir períodos de descanso e lazer

Boa saúde física e mental é um fator-chave para fornecer uma base sólida para um desempenho acadêmico bem-sucedido. É preciso entender a importância de cuidar de si.

O descanso adequado é um componente essencial para a manutenção de um estilo de vida saudável. O sono de qualidade é crucial para a saúde física e mental, melhorando o foco, o estado de alerta e o sucesso acadêmico. Também é importante que os períodos de descanso não sejam vistos como um desperdício.

Valorize o tempo de descanso para manter o seu cérebro saudável. Não deixe de praticar a moderação: reconheça seus limites, recusando-se a forçar demais e aproveitando a vida e seus muitos prazeres.

5. Incluir a prática de simulados e exercícios no seu cronograma de estudos para Medicina

Uma das coisas mais importantes que um aluno pode fazer enquanto aprende é praticar a resolução de questões. Isso não só reforça o que já foi aprendido como pode trazer à tona quaisquer lacunas na sua compreensão do material. Dessa forma, você pode preenchê-las com mais pesquisas ou perguntas aos seus professores.

Testes simulados também são beneficiais na hora do aprendizado. Eles ajudam o aluno a se familiarizar com o processo de realização do vestibular e a entender quais tipos de perguntas podem ser feitas em determinada avaliação.

Uma boa forma de fazer um teste simulado é resolver provas antigas da instituição em que você deseja entrar. Veja alguns exemplos de provas da FCM-MG:

Isso pode ajudar a reduzir a ansiedade na hora da prova e garantir que você esteja adequadamente preparado para a avaliação.

A elaboração de um plano de estudos para passar em Medicina é essencial para o bom desempenho acadêmico. Isso ajudará você a se manter organizado, definir metas realistas e administrar seu tempo com sabedoria. Por fim, esse planejamento auxilia a identificar quaisquer pontos fracos, para que você possa resolvê-los em tempo hábil.

Quer receber mais dicas de como ser aprovado em Medicina e conquistar seu sonho de ser médico(a)? Siga-nos nas redes sociais! Estamos no Instagram, no Facebook e no Twitter!

Posts Relacionados

Faculdade Ciências Médicas celebra o Jubileu de Ouro da 18ª turma de Medicina de 1973

22 de setembro de 2023
leia agora

Ética médica: conheça os principais pontos do novo código

26 de setembro de 2022
leia agora

Medicina do Trabalho: as oportunidades para quem se especializa na área

18 de fevereiro de 2022
leia agora
Ciências Médicas de Minas Gerais
Endereço Campus I: Alameda Ezequiel Dias, 275, Centro,
Belo Horizonte - MG.
Endereço Campus II: Av. dos Andradas, 1093, Centro,
Belo Horizonte - MG

Graduação

Facebook Twitter Instagram Linkedin

Pós-graduação

Facebook Instagram Linkedin
Copyright © 2020 Fundação Educacional Lucas Machado. Todos os direitos reservados.